Navegação
 

PA17 - Banco de Germoplasma de Brassicáceas

O Banco Ativo de Germoplasma de Brassicáceas da Embrapa, iniciado em 1981, é mantido na Embrapa Hortaliças. O BAG - Brassicáceas conta com 934 acessos. A maioria dos acessos no BAG - Brassicáceas é de repolho (Brassica oleracea var. capitata), couve-flor (Brassica oleracea var. botrytis) e couve-brócolos (Brassica oleracea var. italica), tanto o tipo ramoso, como o tipo cabeça única, sendo que diversos acessos representam, para essas três hortaliças, cultivares tradicionais, brasileiras e estrangeiras, hoje já fora do mercado e, portanto, indisponíveis de outra forma que não coleções. Há ainda vários acessos de couve-comum ou couve-de-folhas (B. oleracea var. acephala), couve-chinesa (Brassica campestris), couve-de-Bruxelas (B. oleracea var. gongylodes) e mostardas (Sinapsis alba, Brassica nigra, B. juncea e B. carinata), além de alguns acessos de rabanete (Raphanus sativus), nabo (B. rapa) e de Brassicáceas importantes como hortaliças no Oriente, como, por exemplo "Pe-tsai" (B. chinensis) e couve-da- Malásia (B. parachinensis). Diversos acessos são fontes de resistência a doenças, especialmente ao crestamento-bacteriano (Xanthomonas campestris pv. campestris) e à hérnia-das-crucíferas (Plasmodiophora brassicae). Há acessos reportados como tolerantes à traça-das-crucíferas (Plutella xylostella). A coleção tem sido mantida na forma de sementes, em câmara fria, com avaliação quinquenal de germinação. Nos últimos anos, a coleção tem sido enriquecida basicamente através do recebimento de germoplasma de instituições que mantêm acordos com a Embrapa. Em 2005, 27 acessos foram introduzidos da China como resultado da cooperação entre a Embrapa e a Academia Chinesa de Ciências. Em 2006, tivemos a oportunidade de indicar acessos para introdução em virtude de uma iniciativa do Labex - Estados Unidos. Porém, os novos acessos tem sido apenas incorporados à coleção, sem que seja feita uma caracterização do seu desenvolvimento em condições brasileiras. Se por um lado a coleção segue incorporando acessos, por outro, novidades liberadas pelas companhias de semente no mercado, em geral híbridos com semente de alto valor, como as couves-flores e couve-brócolos coloridas, assim como cultivares cuja resistência a estresses é proveniente de novas fontes ainda não foram incorporados à coleção. Este plano de ação visa desenvolver ações que contribuam para preservação, enriquecimento e utilização dos recursos genéticos de Brassicáceas.
O diagnóstico dos recursos genéticos deste Banco será realizado pelo curador de Hortaliças, cuja atividade consta no PC Curadoria da Rede Transversal.
Da mesma forma, os acessos de germoplasma desse banco serão mantidos em duplicata na coleção de base da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia para se ter uma segurança da integridade de todos os  materiais incorporados no Banco.

Objetivos:

  • Enriquecer, caracterizar, conservar e informatizar o Banco Ativo de Germoplasma de Brassicáceas da Embrapa

 

Responsável:
  • Paulo Eduardo de Melo

 

Equipe:
  • Alice Maria Quezado Duval
  • André Nepomuceno Dusi

 

Atividades:
  •  Enriquecimento do banco da Embrapa Hortaliças com intercâmbio e introdução de brassicáceas
  • Conservação de germoplasma com avaliação da germinação de sementes de acessos de brassicáceas da Embrapa Hortaliças
  • Caracterização morfológica de acessos de germoplasma de brassicáceas do banco da Embrapa Hortaliças
  • Documentação dos acessos de germoplasma de brassicáceas da Embrapa Hortaliças com dados de passaporte e caracterização
  • Emissão de relatórios finais e publicações
Ações do documento